Vídeos

Loading...

Campeão Mundial de 1960

“Em Bangu se o clube vence há na certa um feriado, comércio fechado”.

Nos alfarrábios do passado, pesquisando no Jornal dos Sports descobri uma preciosidade histórica: Há 52 anos o Bangu Atlético Clube conquistava o mundo. Atualmente, Fluminense e Palmeiras lutam junto aFIFA pelo direto de serem considerados campeões mundiais de clubes em 1951 e 1952 respectivamente, pelas conquistas em torneios de grande relevância da época.
Talvez pela falta de dinheiro, o Bangu também não tenha entrado nessa disputa para pleitear tal honraria, mas o fato é: os Mulatinhos Rosados também fizeram história, conquistando o título de forma invicta, em 1960, num torneio que reuniu grandes times como o Bayern Munique (Alemanha),   Nice (França) Estrela Vermelha de Belgrado (Iugoslávia), Sampdoria (Itália), Sporting Lisboa (Portugal), entre outros.

A frase do enunciado representa um pequeno trecho do hino banguense. Se considerarmos esta frase verdadeira… Realmente o comercio fechou em 06 de Agosto de 1960. Bangu Campeão mundial! Isso mesmo, Bangu campeão do International Soccer League de 1960.
Em 1960, William Cox, um empresário americano e proprietário do Philadelphia Philies uma equipe de Basebol dos EUA, viu um mercado em potencial no país para o futebol de alto rendimento. Reconhecendo que os clubes da Liga americana não apresentavam um futebol suficientemente vistoso para atrair novos fãs, começou a considerar a possibilidade de convidar equipes européias e sul-americanas para o seu campeonato.

O futebol nos EUA é gerido pela United States Soccer Football Association (USSFA). Como membro da FIFA, o USSFA tinha em suas mãos o domínio do futebol no país, obrigando o empresário filiar-se a American Soccer Leaguer, uma liga reconhecida pela USSFA.

Resolvido esse impasse, ficava a missão de convidar os clubes que configuravam o cenário do futebol mundial no período. Foram convidados: Kilmarnock (Escócia), Burnley (Inglaterra), Red Star Belgrade (Iugoslávia), Sampdoria (Itália), Nice (França), Rapid Wien (Áustria), Sporting (Portugal), Bayern de Munique (Alemanha), Norrkoping (Suécia), Glenavon (Irlanda do Norte), Bangu (Brasil) e o New York Americans, criado para representar o país sede.

A única equipe sul-americana na competição seria proveniente do Brasil, o atual campeão mundial de futebol, com o título conquistado na Suécia em 1958. Como ainda não existia um Campeonato Brasileiro que pudesse apontar um representante para o Torneio Internacional, Bill Cox resolveu escolher um grande time, que em 1959 tivesse conquistado um título nos grandes centros (Rio de Janeiro ou São Paulo).

Segundo Molinari (2010), o Fluminense, campeão em 1959 no Rio de Janeiro, não poderia participar do evento por estar envolvido nos jogos do Torneio Rio-São Paulo, assim como o Palmeiras, campeão paulista, estaria na mesma competição. O convite, então, acabou chegando às mãos do Bangu, que era o atual vice-campeão carioca. O clube de Moça Bonita cancelou uma viagem marcada para a Europa, para poder disputar o primeiro Campeonato Mundial Interclubes, em Nova York, no período de 4 de julho a 6 de agosto.

Ainda de acordo com o autor, o presidente Maurício César Buscácio, ao contrário dos dirigentes de Fluminense e Palmeiras, preferiu arriscar.

Além dos 17 atletas, embarcaram no dia 30 de junho, o chefe da delegação Sérgio Vasconcelos, o médico Ivon Côrtes, o jornalista da Rádio Nacional Antônio Cordeiro, o presidente Buscácio e o técnico Tim.

Pelo regulamento do Torneio apenas o campeão de cada grupo passaria para próxima fase. Ou seja, o campeão do grupo A e o campeão do grupo B decidiriam o título em uma partida única.

Com três vitórias e um empate, o clube conquistou o primeiro lugar no grupo A, garantindo seu lugar na final.

A equipe composta por Ubirajara, Joel, Darci Faria, Zózimo, Ananias, Nilton dos Santos, Luis Carlos, Zé Maria, Correia, Ademir da Guia e Beto sagrava-se campeão invicto após vencer o Kilmarnorck por 2×0, tendo como craque do torneio Ademir da Guia, com apenas 18 anos.
O bairro entraria em delírio para receber os campeões, e com certeza teve… Comércio fechado!


CURIOSIDADES…

O Campeonato carioca não esperou o Bangu, sendo a equipe representada por juniores nas três primeiras rodadas (Jornal do Brasil, 05 de agosto de 1960).
Campanha do Bangu no Torneio Internacional
Jogo A – Bangu 4×0 Sampdoria no dia 4 de julho de 1960
Jogo B – Bangu 3×2 Rapid Wien no dia 10 de julho de 1960
Jogo C – Bangu 5×1 Sporting no dia 16 de junho de 1960
Jogo D – Bangu 5×2 Red Star no dia 18 de junho de 1960
Jogo E – Bangu 0×0 Norrkoping no dia 20 de junho de 1960
Semi – Final – Bangu 2×0 Red Star no dia 31 de julho de 1960
Final – Bangu 2×0 Kilmarnorck no dia 6 de agosto de 1960


Em pé: Joel, Ubirajara, Darci Faria, Ananias, Zózimo, Nilton dos Santos. Agachados: Correia, Zé Maria, Luís Carlos, Ademir da Guia e Beto.



Fonte:http://historiadoesporte.wordpress.com
Extraído do livro de Carlos Molinari "Nós que somos banguenses"


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário passará por analise da administração do blog. Obrigada.